Publicidade

Dissidentes do PSDB querem anular a eleição de Aníbal na liderança da bancada na Câmara

/02/2009 - 19h20
RENATA GIRALDIda Folha Online, em Brasília
Após o anúncio sobre a dissidência no PSDB, um grupo de 19 deputados, liderados por Paulo Renato (SP), quer que a Executiva Nacional da legenda anule a eleição que manteve o deputado José Aníbal (SP), na liderança da bancada na Câmara, e promova uma nova disputa. A Folha Online apurou que o grupo voltará a se reunir em Brasília.
O racha no PSDB preocupa o comando nacional do partido. Interlocutores afirmaram que o presidente nacional da legenda, senador Sérgio Guerra (PE), está preocupado com as consequências da dissidência. Para ele, o melhor caminho é buscar um acordo. Mas os dissidentes afirmam que não há como negociar com Aníbal e seus aliados.
Interlocutores do grupo afirmaram que o objetivo da reunião, na próxima terça-feira (10), é definir as posições que serão assumidas pelo grupo. A ideia é seguir a linha programática do partido, mas sem obedecer as orientações de Aníbal. Os dissidentes querem evidenciar o descontentamento com sua manutenção na liderança.
Apelos
A Folha Online apurou que o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), telefonou para alguns deputados e pediu para que não se envolvessem no impasse. Já o governador de São Paulo, José Serra (PSDB) --que é ligado a vários dos integrantes do grupo--, preferiu ficar distante do assunto.
Paralelamente, os dissidentes conversam com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e apelaram a Guerra para que tome providências.
Reações
Ontem, o deputado João Almeida (BA) leu a nota oficial do grupo, durante sessão no plenário da Câmara, anunciando a dissidência e o descontentamento de parte da bancada com Aníbal. Os dissidentes acusaram o líder de golpista e adepto de práticas de regimes autoritários.
Segundo os dissidentes, Aníbal alterou o estatuto interno do PSDB para assegurar sua reeleição. O líder negou a acusação.
Aníbal foi eleito ontem na presença de 37, dos 58 deputados. Ele obteve 37 votos favoráveis. Mas os demais 21 integrantes da legenda não compareceram à reunião convocada para a eleição do líder.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...