Publicidade

Serra prega união e Alckmin promete dobradinha


O ex-governador José Serra pregou neste domingo (25) a união do PSDB após vencer as prévias do partido para a escolha do candidato à Prefeitura de São Paulo.

José Serra comemora sua vitória nas prévias do PSDB
"A partir de hoje somos uma só voz e uma vitória para São Paulo. Hoje saímos unidos e vitoriosos. Este é um dos processos mais democráticos, pois além de a militância escolher seu candidato, ela sai preparada para as eleições. Esta não será uma campanha fácil, é bom estar bem colocado nas pesquisas, mas precisamos focar em muito trabalho para fazer jus às pesquisas", afirmou Serra.

Ele disputava a indicação da sigla com o secretário estadual de Energia, José Aníbal, e com o deputado federal Ricardo Tripoli.

"Muitos candidatos não têm propostas ou não conhecem São Paulo, esta importante cidade para o Estado e para o Brasil. O que nós temos a oferecer de melhor são propostas, experiência, transparência e capacidade de fazer as coisas acontecerem", afirmou o ex-governador.

Serra afirmou ainda que "é preciso trabalhar muito no boca a boca e no horário eleitoral, mostrando para todos a diferença entre nós e os adversários".

O governador Geraldo Alckmin prometeu uma dobradinha com Serra e fez elogios ao colega de partido. "A vitória é de todos nós. Obrigado a todos que lutaram pelas prévias. Nós não escolhemos candidatos inventados em laboratório; candidato do PSDB sai das bases, da alma e da vontade de todos. Conte conosco, Serra. Vamos fazer uma dobradinha para melhor servir à população de São Paulo. Serra vai ser o melhor prefeito da história de São Paulo", disse.

Segundo colocado nas prévias, Aníbal afirmou que "esse foi um processo de descoberta para o PSDB-SP". "A vontade partidária correu livre com as prévias. Foi um processo marcado por debates, ideias e propostas. São Paulo pode e vai melhorar", afirmou.

Tripoli, por sua vez, falou sobre os meses de trabalho dedicados às prévias e sobre a importância do processo. "Nós resgatamos a democracia do PSDB com essa votação limpa, justa e honesta. Foi uma caminhada longa, mas gratificante. Serra será o prefeito de São Paulo", disse.

PRÉVIAS

Favorito na disputa interna do PSDB, Serra venceu com 52% ou 3.176 votos as prévias do partido. Aníbal recebeu 31% ou 1.902 votos dos filiados, e Tripoli teve a preferência de 16% ou 1.018 votos. Os brancos ou nulos somaram 133.

A eleição interna da sigla aconteceu simultaneamente nos 58 diretórios zonais, das 9h às 15h, e a apuração, na Câmara Municipal de São Paulo. Participam da votação 6.229 tucanos. O número total de filiados aptos a votar é de 20,5 mil.

Com o resultado, Serra passa a ser oficialmente o único pré-candidato do partido na corrida eleitoral pela prefeitura.

O ex-governador volta a disputar a cadeira de prefeito após ter renunciado ao cargo em 2006 para disputar o governo do Estado. Na época, o atual prefeito, Gilberto Kassab (PSD), então seu vice, assumiu a administração municipal.

A entrada de Serra na disputa interna foi tardia, a menos de uma semana da data inicial da consulta interna, e causou um racha no partido. Os dois outros pré-candidatos foram contra o adiamento das prévias, que estavam marcadas para o dia 11 de março.

Outros dois candidatos, os secretários Bruno Covas (Ambiente) e Andrea Matarazzo (Cultura), desistiram da disputa interna em favor de Serra.

Ao anunciar sua inscrição nas prévias, o ex-governador disse que entrava na disputa para atender a um "chamado da própria consciência".
O ex-governador José Serra vence as prévias do PSDB em São Paulo

Em carta, Serra previu uma eleição de duas visões distintas de Brasil, de administração dos bens coletivos e de democracia.

"São Paulo é a maior cidade do Brasil e é aqui, neste ano, que se travará uma disputa importante para o futuro do município, do Estado e do país."
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...