Publicidade

Fernando Chucre critica “falta de honestidade” de Sergio Ribeiro

Deputado federal, do PSDB, diz que prefeito de Carapicuíba, do PT, omite origem de verbas obtidas por meio de emendas parlamentares dele para obras no município
 
O deputado estadual Fernando Chucre (PSDB) reclamou da postura do prefeito de Carapicuíba, Sergio Ribeiro (PT), que, segundo ele, omite o papel do tucano na obtenção de verbas para a cidade. Chucre afirmou que, nos eventos da prefeitura, o prefeito não cita a participação do adversário na autoria de emendas ao orçamento e apresenta as obras à população como se fossem frutos unicamente dos recursos municipais.

“Politicamente, incomoda muito a falta de honestidade do prefeito de não indicar a origem dos recursos, pois muito do que é feito na cidade se originou do dinheiro conseguido pelo meu mandato”, disse o deputado. Ele citou alguns repasses, como para a canalização do Córrego do Cadaval, no valor de R$ 32 milhões, obtidos no início do mandato do tucano.

Chucre apontou diversos problemas na gestão de Sergio, alegando não ter visto nenhuma realização relevante neste primeiro ano de administração. “Ainda não vi nada de concreto, a não ser assuntos que foram continuidades do governo anterior”, criticou, referindo-se à gestão de seu pai, o ex-prefeito Fuad Chucre (PSDB). Nesse caso, o parlamentar apontou a recente entrega do Batalhão da Polícia Militar no Ariston, que ele alega ter sido completamente construído por Fuad.

“Procurei o máximo possível não me manifestar no ano passado, porque a gente entende que no primeiro ano ele quer organizar, quer se inteirar. Mas agora vou começar a denunciar o que considero errado”, destacou o deputado.

Ocupação irregular

O deputado foi entrevistado no programa Participação Popular, da TV Câmara, nesta quarta-feira, falando sobre o modelo de crescimento das cidades brasileiras, tradicionalmente ocupadas ao longo dos rios ou do litoral. Para Chucre, a cidade de São Paulo é um bom exemplo disso, mas com alguns agravantes, já que os leitos dos principais rios (Tietê e Pinheiros) foram retificados e suas margens reduzidas.

O parlamentar lembrou que a cidade enfrenta hoje o problema das ruas impermeabilizadas, pois a água que cai das chuvas não é absorvida pela terra, em função do município ser quase todo coberto por concreto e asfalto. O tucano disse que o problema maior é que não existe planejamento de longo prazo: a visão imediatista e a falta de monitoramento é que permitem a invasão de áreas e crescimento descontrolados nas cidades. O programa será reprisado no canal da TV Câmara hoje (6h30), sábado (10h) e domingo (13h).

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...